Parto Ativo- Guia Prático para o Parto Natural

Parto Ativo- Guia Prático para o Parto Natural
Lançamento Setembro 2017

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Relembrando a Opinião do Blogue Dream Pages, sobre o livro Insónia, uma edição da 4 Estações Editora.

Dream Pages

Opinião sobre "Insónia" - J. R. Johansson

Insónia
(#1 - Night Walkers)
(Artigo de Opinião)


Autora: J. R. Johansson
Título Original: Insomnia (2013)
Tradução: Ana Rita Mendes
ISBN: 978-989-8761-14-9
Nº de páginas: 240
1ª Edição - Setembro de 2015
Editora: 4Estações Editora


Sinopse


     Parker Chipp tem dezasseis anos e não dorme há quatro. Ele está a chegar ao limite das suas forças. Todas as noites, em vez de ter um sono descansado, ele entra nos sonhos da última pessoa com quem os seus olhos se cruzaram. A continuar assim, em breve morrerá.

    Até que conhece Mia. Os sonhos dela são belos e tranquilos, permitindo-lhe um repouso maravilhoso... e extremamente viciante. Mas aquilo que começou por ser um encontro fortuito torna-se uma verdadeira obsessão - o enorme desejo de Parker para ter aquilo de que precisa vai levá-lo a exceder todos os limites que nunca imaginou ultrapassar. E, quando alguém começa a aterrorizar Mia com perversas ameaças de morte, os lapsos de memória de que Parker sofre fazem-no duvidar da sua própria inocência no assunto.

Este exemplar foi-me gentilmente cedido pela 4Estações Editora em troca de uma opinião sincera

Opinião

        "Insónia", primeiro volume da trilogia Night Walkers, foi-me enviado pela 4Estações Editora, à qual deixo aqui o meu agradecimento.


        Na capa do livro predominam os tons escuros e fortes. Está representada metade da cara de um jovem, com um olho de cor verde que contrasta com os estilhaços que se encontram na sua face. É uma capa apelativa, que chama a atenção para um livro que se revelou muito bom.

     Parker Chipp é um adolescente de 16 anos. Vive sozinho com a mãe desde que o pai os abandonou e tem uma vida aparentemente normal - é co-capitão da equipa de futebol da escola, tem um melhor amigo efusivo, Finn, e está secretamente apaixonado pela irmã deste, Addie No entanto, tem um segredo que não se atreve a partilhar com ninguém: não dorme como as outras pessoas, ele é um Observador. Há quatro anos que entra nos sonhos da última pessoa com quem os seus olhos se cruzaram antes de adormecer, e a ausência do verdadeiro descanso está a matá-lo.

        A preocupação com a morte é um tema permanente na mente de Parker, e essa procura constante pelo repouso começa a adquirir a máxima prioridade na sua vida. O jovem já se encontra consciencializado do seu fim quando conhece, por acaso, Mia, uma rapariga com sonhos calmos que lhe permitem relaxar a mente e recuperar energias. Mia pode ser a cura para o seu problema. No entanto, a necessidade que Parker tem de entrar nos sonhos dela fazem-no ter atitudes estranhas e compulsivas, e começa a desenvolver uma dependência que lhe tolda o discernimento.

     Entretanto, Mia começa a receber ameaças de um desconhecido, e o comportamento suspeito e psicótico do protagonista faz com que recaiam sobre si as atenções e as culpas pelos sinistros e misteriosos e-mails. A vã esperança de sobrevivência da personagem é seriamente abalada pelo afastamento imposto pelo temor de Mia.

      Parker está disposto a tudo para poder dormir. O cansaço faz com que deixe de conseguir distinguir o que é real do ficcionado e com que perca a noção das suas ações e do que se passa à sua volta. Os seus lapsos de memória fazem-no duvidar da sua própria inocência, ao mesmo tempo que o levam a acreditar na sua dupla personalidade.

      A escrita é cuidada mas acessível, e por vezes marcada pela linguagem juvenil, o que acaba por conferir realismo à história, sendo que o livro é narrado por Parker na primeira pessoa. As personagens estão bem construídas e bem apresentadas e conseguem despertar a raiva ou a empatia no leitor, conforme o pretendido.

     O suspense é um ingrediente predominante neste livro, mas o que me agradou especialmente foram os momentos de terror. Juntamente com o protagonista, somos levados a duvidar da sua sanidade mental, à medida que corremos contra o perigo, tentando desvendar a verdade por detrás do Tenebroso.

     O único pormenor que me desagradou ligeiramente neste livro foi a quantidade de texto por página - a letra tem um tamanho razoável, mas existem demasiadas palavras por página e, na minha opinião, isso acaba por atrasar um pouco a leitura.

      Este é um daqueles livros que, por vezes, nos fazem falhar uma respiração. O facto de o livro ser narrado na primeira pessoa também contribui para que vivamos a história com mais intensidade, mas a verdade é que as cenas estão muito bem descritas! O pânico crescente, a inconsciência dos atos, o sentimento de impotência - todas sensações perfeitamente oferecidas pelo livro ao leitor.

     O livro acaba de forma algo repentina, deixando soltas as pontas necessárias para que o leitor tenha de acompanhar a coleção. Muitos aspectos ficam ainda por explicar e há notícias importantes introduzidas no final...

     "Night Walkers" é uma trilogia que quero muito acompanhar. Fiquei completamente rendida à escrita de J. R. Johansson. Há muito tempo que não lia um livro deste género - um young adult misto de fantástico, sobrenatural, thriller e romance - que me conseguisse cativar tanto como cativou "Insónia"! Recomendo!

 Música que aconselho para acompanhar a leitura: I Know What You Did Last Summer_Shawn Mendes & Camila Cabello