O Livro dos Chacras de Osho

O Livro dos Chacras de Osho
Lançamento 05 de Abril 2017

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

As Leituras do Castor- Hoje com "O Contador de Estórias", do autor DeMoura

DEMOURNO MíNI MO , SURP REEN D ENT E!

Com temas, cenários e personagens totalmente distintos, estes dez contos muito criativos formam, no seu conjunto, um painel multifacetado de um mundo terrível e maravilhoso, generoso e cruel, onde se cruzam vidas singulares, insignificantes, criativas, inúteis, bondosas e maléficas.
Escritos num estilo informal, solto e com grande apelo visual, permitem ao leitor usufruir do texto quase como se assistisse a um filme ou ouvisse um relato oral.
Neste livro de contos encontrará dez com os mais variados temas, escritos num estilo fluido e com marcado suspense, como que o relato oral de um personagem imaginário.
Deparar-se-á com grande diversidade, acredite, desde as agruras de um touro na arena até ao profundo sofrimento de um ciumento por imaginar o irreal. Além de um caso muito mal explicado de um plágio de um conto, incrível obra de um pintor, saberá sobre a via crucis de um professor com um chip implantado no cérebro. E mais, o sonho quimérico de um agente de viagens em produzir um elixir anticalvície e, também, um doloroso e inquietante caso de regressão absolutamente confirmado. Ainda, mais, a aventura de um sagui que convive na sociedade e que depois deseja implantar a sociedade de consumo na floresta. Numa outra estória, as peripécias extraordinárias de dois rapazes às voltas com o cadáver de uma tia… e com bandidos. Finalmente, acompanhará o longo passar das horas de um prisioneiro político no Aljube, injuriado pelas constantes badaladas do sino da Sé, e não só.

DEMOURA é o nome literário de Mário Mendes de Moura, editor durante sessenta anos no Brasil (Fundo de Cultura, Páginas, Vértice, etc.), em Espanha (PluralSingular) e Portugal (Pergaminho, Arte Plural, Bico de Pena e Vogais & Companhia). Editou globalmente mais de três mil títulos e para além de quarenta milhões de exemplares.
Emigrado de Portugal após a faculdade, em razão da sua militância antifascista (MUD Juvenil), viveu fora do país quarenta anos, na Venezuela, no Canadá e sobretudo no Brasil. Com 21 anos escreveu O Campismo na Vida Moderna (Biblioteca Cosmos) em apoio ao seu esforço de introdução do campismo desportivo em Portugal. Em finais de 2010, após a venda da Vogais & Co., desfruta de alguns anos sabáticos … mais leituras e viagens.

A partir de 2013 (aos 89 anos) dedica-se à escrita, sendo este o seu quarto título. Os anteriores foram uma novela e dois livros de contos, em pequenas edições digitais destinados a familiares e amigos. O Escultor de Almas, assim como O Contador de Estórias, são os primeiros títulos publicados na coleção Estação Primavera e nesta editora.

PVP s/ IVA: 15,00
PVP c/IVA: 15,90 
PÁGINAS: 200