Não Há Rosas Sem Espinhos

Não Há Rosas Sem Espinhos
Nas Livrarias

terça-feira, 3 de abril de 2018

O Clássico Do-In. A Milenar Arte Chinesa de Acupunctura com os Dedos.

Os tratamentos apresentados neste livro derivam, essencialmente, das intuições e experimentações de antigos sábios e mestres da Antiga China. A sua origem mais remota é o Dao Yin, o ancestral sistema de autocura e aprimoramento pessoal que serviu de fundamento para a edificação de todo o universo das artes terapêuticas chinesas.
Bem antes de despontar no Ocidente, a medicina chinesa tradicional revestiu-e, no Japão, de uma roupagem fortemente marcada por tonalidades locais. A expressão original Dao ( Tao) Yin, chinesa, tranforma-se no termo DO-IN, japonês, alcançando um desenvolvimento ainda maior do que o conseguido na sua própria cultura.
A notável combinação de simplicidade e eficácia permitiu que o Do-In logo se popularizasse, tornando-se uma rotina diária para a prevenção e o tratamento de problemas de saúde acessível às pessoas comuns. Voltada para os cuidados pessoais e a autocura com o uso das próprias mãos, a prática do Do-In inseriu-se nos costumes familiares, congregando adultos, idosos e crianças num saudável ritual cotidiano, revelando-se não apenas de grande utilidade, mas, por vezes, insuperável nas suas possibilidades de automassagens para a prevenção, e técnicas para correção de disfunções.
O Clássico Do-In. A Milenar Arte Chinesa de Acupunctura com os Dedos, já sensibilizou milhares de pessoas para as surpreendentes possibilidades de prevenção e cura por meio de recursos pessoais.
Cinquenta edições após o seu lançamento, ele surge em edição completa e atualizada, unindo combinações de pontos curativos, fruto de dedicado trabalho de pesquisa e verificação pessoal do autor.
Apresentamos agora aos leitores portugueses a edição adaptada ao nosso idioma desta obra.

Boas Leitura!
Nas Livrarias e em www.castordepapel.pt